Três vídeos do YouTube sobre jornalismo freelance e jornalistas empreendedores


Estive vasculhando o YouTube à procura de vídeos sobre Jornalismo Freelance e jornalistas empreendedores e acabei encontrando três vídeos muito bons que agora compilo aqui neste post. Vale a pena assistir!

O YouTube possui alguns vídeos sobre jornalismo freelance e jornalistas empreendedores e, para encontrá-los, basta dar uma garimpada

O YouTube possui alguns vídeos sobre jornalismo freelance e jornalistas empreendedores e, para encontrá-los, basta dar uma garimpada

Vídeo 1

O primeiro deles é sobre a criação da Máquina da Notícia, atualmente uma das maiores assessorias de comunicação do Brasil. O Grupo máquina tem 16 anos de existência e possui uma extensa lista de clientes. Grandes clientes, diga-se de passagem. Ambev, Embratur e Xerox, são apenas alguns deles.

Ao longo de quase duas décadas o Grupo Máquina ganhou, na categoria “Melhor Agência de Comunicação”, seis prêmios da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje) e três prêmios Comunique-se.

A jornalista empreendedora e fundadora do Grupo Máquina, Maristela Mafei, é entrevistada por Pedro Mello e o vídeo – dividido em três partes – foi publicado pelo Canal do Empreendedor, no YouTube. Confira: Leia mais deste post

Três referências em jornalismo freelance


Estive lendo alguns textos do escritor e mestre do empreendedorismo brasileiro, Fernando Dolabela, e tive a ideia de produzir esse post que você está lendo agora quando Dolabela comentou que todo empreendedor tem suas referências.

Da esquerda para a direita, os jornalistas Maurício Oliveira, Juliana Cunha e João Marcos Rainho, boas referências em jornalismo freelance

Da esquerda para a direita, os jornalistas Maurício Oliveira, Juliana Cunha e João Marcos Rainho, boas referências em jornalismo freelance

Apesar de eu não ser um empreendedor nato, mas apenas um estudante buscando um caminho dentro do jornalismo, tenho uma pequena lista de referências de jornalistas empreendedores. Ela é constituída por pessoas – cada uma no seu estilo – que disseram coisas indispensáveis para quem quer encontrar um rumo trabalhando com jornalismo freelance. Confira:

Referência 1: Juliana Cunha Leia mais deste post

10 dicas para quem quer trabalhar com jornalismo freelance


Você é estudante e está pensando em trabalhar com jornalismo freelance? Por que não começar agora? Observe essas dicas:

Levante hipóteses

Levante hipóteses

  1. Pauta: a primeira preocupação que um estudante deve ter – se pretende trabalhar com jornalismo freelance – é conseguir pautas. Ele deve escolher as editorias com as quais tem mais afinidade e, em cada uma delas, encontrar boas hipóteses. Se a editoria é “Saúde”, por exemplo, seria uma boa ideia levantar hipóteses sobre doenças provocadas pela nanotecnologia, pois trata-se de um assunto relativamente novo e pouco abordado. Muitos estudantes de jornalismo ficam sonhando em ter um escritório, fazem planos, colocam outras coisas no topo da lista, quando o que deveria estar lá é, única e simplesmente, a pauta. Sem ela não haverá trabalho a fazer; Leia mais deste post

Jogos simulam aspectos da profissão de jornalista


Se você gosta de jogos e simuladores, mas nunca tinha visto nada exclusivo para jornalistas, o “Footballidendity”, o “Tabloid Tycoon” e o “Global Conflicts: Palestine”, são exemplos bem interessantes.
 
A partir desses três simuladores – você que é estudante de jornalismo – poderá apredender a lidar com alguns aspectos do cotidiano da sua futura profissão:
  • O sensacionalismo e a ética no jornalismo;
  • A ética e a notícia tratada como produto;
  • Jornalismo e audiência: a prática do jornalismo no meio capitalista;
  • A prática do jornalismo freelance em regiões conflituosas;
  • Os interesses econômicos, políticos e até religiosos, envolvidos numa apuração e divulgação jornalística;
  • A apuração da notícia: o elo entre jornalismo e investigação;
  • Relação entre o jornalista e suas fontes;
  • Elaboração de textos jornalísticos, dentre outros fatores.
E se os simuladores são ferramentas essenciais para aspirantes a piloto de avião, agora eles podem começar a fazer parte do aprimoramento de estudantes de jornalismo. E não há nada melhor do que aprender e se divertir ao mesmo tempo :).
 
Leia mais, a seguir, a respeito desses três jogos: Leia mais deste post

Controle as finanças de um jeito simples e mantenha o foco no jornalismo freelance


Um dos grandes obstáculos para quem está tentando entrar no mundo do jornalismo freelance é o controle das finanças. Trata-se de algo que um jornalista com carteira assinada não precisa se preocupar (de maneira empresarial) uma vez que a organização onde ele trabalha possui um departamento só para isso.

Se você é estudante e pretende trabalhar com jornalismo freelance no futuro, procure aprender desde cedo a controlar suas finanças. Foto: indicavenda.com.br

Se você é estudante e pretende trabalhar com jornalismo freelance no futuro, procure aprender desde cedo a controlar suas finanças. Foto: indicavenda.com.br

Mas um jornalista independente precisa aprender a controlar e planejar tudo, principalmente o dinheiro, porque o jornalista freelance é a empresa.

E quando existe bagunça no controle financeiro o jornalista iniciante pode acabar perdendo o foco no essencial, isto é, no perfeito desenvolvimento do trabalho para os seus clientes.

Além disso, o controle das finanças pode funcionar como um meio de evitar desperdícios e para a simples verificação dos caminhos para os quais os recursos estão sendo escoados.

Pensando nisso, decidi experimentar um programinha simples: o Spesa, que apresento no tutorial a seguir. Leia mais deste post

O que é a lauda para quem trabalha com jornalismo freelance?


A lauda jornalística nos tempos da máquina de escrever. Foto: novomilenio.inf.br

A lauda jornalística nos tempos da máquina de escrever. Foto: novomilenio.inf.br

Há muitas designações para a palavra lauda. Por exemplo, na Itália medieval, lauda era o nome dos poemas compostos por estrofes de oito versos de onze sílabas cada.

A maioria dos dicionários denominam lauda a cada um dos lados de uma folha de papel. Eles também fazem anotações para o que a lauda significa no âmbito de outras profissões ou campos de estudo. O Dicionário Houaiss da Língua portuguesa, por exemplo, enumera esses significados da seguinte maneira:

  • Na bibliologia e liturgia, lauda é uma nota, geralmente em letras vermelhas, colocada no texto do breviário, para orientar a maneira de dizer ou celebrar o ofício; pequena anotação ou comentário; apontamento, lembrete, nota; indicação geral do assunto e/ou da categoria de algo;
  • Nas artes gráficas, lauda é uma alteração que se faz numa chapa tipográfica, depois de impressa, para adaptá-la a um novo trabalho, pouco diferente do primeiro;
  • Na música, lauda é uma indicação de como deve ser executado um trecho musical.

Já para o jornalismo, a lauda é uma unidade de medida, como veremos adiante.

A lauda e o jornalismo freelance Leia mais deste post

%d blogueiros gostam disto: