10 livros “de” e “sobre” jornalismo lançados em 2010 e 2011


Depois de um longo tempo sem postar no blog Jornalismo Freelance, torno a fazê-lo, com uma coletânea de 10 sinopses de livros “de” e “sobre” jornalismo lançados em 2010 e 2011.

Para verificar os preços e comprar as obras, peço que não clique nas fotos das capas, mas no link do parceiro do blog Jornalismo Freelance, a seguir:

E pode acreditar, estamos no segundo dia do ano e já temos livros cuja primeira edição é 2011! Aqui apresento a síntese de um deles, por sinal, o que encabeça essa lista:

Foto: Livraria Cultura

Foto: Livraria Cultura

Nada Mais que a Verdade – A Extraordinária História do Jornal Notícias Populares

De Celso de Campos Jr – 1ª Edição: 2011

Vinte de janeiro de 2001. Um jogo de cena bem arquitetado esconde até os últimos minutos o segredo que exterminaria o Notícias Populares. Depois do fechamento da edição 13.413, em uma tocaia contra a redação, o velho diário paulistano terminaria como um cadáver estatelado no quinto andar do prédio do Grupo Folha – no boletim de ocorrências da história do jornalismo, vítima de um assassinato na rua Barão de Limeira, 425. Anos depois do último suspiro de um dos mais polêmicos dos periódicos brasileiros, ‘Nada mais que a verdade’ retorna em edição revista e ampliada, conduzindo o leitor por quatro décadas de uma ciranda de crimes, sexo, devaneios e jornalismo.

 

Foto: Livraria Cultura
Foto: Livraria Cultura

11 Gols de Placa – Uma Seleção de Reportagens

Organizado por Fernando Molica – 1ª Edição: 2010

O livro traz uma seleção de reportagens que ajudam a explicar muitas das mazelas do futebol. Os textos apresentados buscam dar um panorama do que ocorre nos bastidores e oferecem um painel desse esporte desde a década de 60, com as reportagens de João Máximo e de Michel Laurence. As reportagens apresentadas na obra são acompanhadas por relatos e comentários que mostram os bastidores da apuração, produzidos pelos jornalistas envolvidos na cobertura dos casos e em sua edição, como Marcos Penido e Juca Kfouri.

 

 

Foto: Livraria Cultura
Foto: Livraria Cultura

200 Anos de Imprensa no Brasil

Organizado por Sílvia C. P. de Brito Fonseca e Maria Letícia Correa – 1ª Edição: 2010

Organizado pelas pesquisadoras Maria Letícia Correa e Sílvia Brito Fonseca, este livro representa a consolidação de seminários que criaram tradição na UERJ desde a década de 1990. A partir da participação de dez estudiosos, desenvolvem-se textos que são importantes para a renovação da historiografia em torno de questões que entrelaçam periódicos e governos constitucionais, abolicionismo, sociabilidades, conflitos ideológicos e políticos, guerras, revoluções e relações culturais. O exercício crítico representado por esta obra demonstra a riqueza de temas que a imprensa e o impresso podem oferecer por meio do aprofundamento de noções e conceitos que certamente terão visibilidade e dialogarão com a diversidade temática que tem inspirado a historiografia brasileira dos últimos decênios. Os leitores deste livro, especialistas ou não, terão aqui diversas oportunidades de compreender como a imprensa é um instrumento primordial para compreender o homem contemporâneo.

 

Foto: Livraria Cultura
Foto: Livraria Cultura

Assalto ao Poder – O Crime Organizado

De Carlos Amorim – 1ª Edição: 2010

 
Livro reportagem que fala sobre o funcionamento das máfias nacionais e discorre como as máfias internacionais afetam o Brasil. Em ‘Assalto ao poder’, Carlos Amorim escreve sobre as facetas do crime organizado e faz uma análise da sociedade brasileira.
 
Neste volume, além de relatar como funcionam as grandes redes de crime internacionais e o impacto que elas provocam no país, Amorim ainda conta algumas experiências pessoais, tais como a oportunidade em que seu carro foi alvejado por uma bala perdida.
 
Foto: Livraria Cultura
Foto: Livraria Cultura

Caminhos da Reportagem – O Jornalismo e seus Bastidores

De Deire Assis e Vinícius Borges Sassine – 1ª Edição: 2010

 
‘Caminhos da Reportagem’ é o resultado de um esforço coletivo de três profissionais que não concebem o trabalho jornalístico como simples cumprimento de uma pauta. Ao mesmo tempo em que inclui testemunhos e relatos das engrenagens que fazem funcionar um jornal de maior porte, com pautas inesperadas, grandes coberturas, debates essenciais para a sociedade, o livro apresenta informações concretas, levantadas através do trabalho dos autores, sobre questões sociais – violências cometidas contra a infância, contra o meio ambiente e no trânsito, prostituição juvenil, problemas no atendimento público de saúde, entre outros.
 
Foto: Livraria Cultura
Foto: Livraria Cultura

Caravanas da Identidade – Por Dentro da Maior Reportagem do Brasil

De Maria Paula Schmidt Carvalho – 1ª Edição: 2010

 
‘Caravanas da Identidade’ é um estudo sobre o telejornalismo. O livro é uma análise da comunicação, marcada pelo papel importante que exerce para as relações humanas nas sociedades contemporâneas.
 
A obra apresenta um trabalho de pesquisa realizado por uma profissional da área da televisão. Esse trabalho foi desenvolvido dentro do ambiente acadêmico e contribui aos estudos sobre a comunicação e ao papel do jornalismo na televisão brasileira.
 
Foto: Livraria Cultura
Foto: Livraria Cultura

O Cardeal e o Repórter – Histórias que Fazem História

De Ricardo Carvalho – 1ª Edição: 2010

 
Em ‘O cardeal e o repórter’, o leitor vai rememorar alguns episódios, tais como:
 
A campanha pela libertação de Aparecido Galdino, um preso político esquecido sem julgamento no Manicômio Judiciário; a repugnante história da identificação das primeiras crianças, filhos de presos políticos, sequestradas pelas forças de repressão no Cone Sul; ou ainda, a surpreendente cobertura jornalística da reunião histórica dos bispos latino¬americanos, em Puebla, no México, no ano de 1979, diante da presença de Karol Jòzef Wojtyla, o papa João Paulo II, ainda no início de seu pontificado.
 
Foto: Livraria Cultura
Foto: Livraria Cultura

Comunicação Pública e TV Digital – Interatividade ou Imperatividade na TV Pública

De Alberto Perdigão – 1ª Edição: 2010

 
O que muda nas TVs públicas com a chegada da TV digital interativa? Que papel político devem assumir estas emissoras, para que a tecnologia facilite a que sejam menos governamentais e mais centradas no interesse coletivo, no diálogo e na inclusão? Estas são as questões que movem o jornalista Alberto Perdigão. A obra intitulada ‘Comunicação Pública e TV Digital – interatividade ou imperatividade na TV pública’ é o primeiro resultado da pesquisa que o jornalista realiza sobre a utilização das novas tecnologias da informação e comunicação aplicáveis à televisão, para o fortalecimento da gestão pública e da democracia. A obra está dividida em cinco capítulos. O primeiro trata da comunicação como direito, o segundo sobre comunicação na gestão pública; o terceiro aborda o conceito de comunicação pública – que se fundamenta da Teoria do Discurso, do alemão Jürgen Habermas, e se instrumentaliza com o teórico francês Pierre Zémor. Um quarto capítulo trata da TV pública no advento da TV digital interativa. E, finalmente, o último capítulo analisa as condições tecnológicas e políticas da TV Ceará (a primeira emissora estatal estadual a transmitir em digital) para que se transforme em canal de interatividade e a serviço do diálogo entre governo e cidadãos.
 
Foto: Livraria Cultura
Foto: Livraria Cultura

Descobrindo a Notícia – Uma História Social dos Jornais nos Estados Unidos

De Michael Schudson – 1ª Edição: 2010

 
Esta obra é uma análise da história do jornalismo e da imprensa norte-americana. Enquanto a história padrão da imprensa nos Estados Unidos considera o contexto social do jornalismo de forma superficial, este trabalho representa uma referência no estudo da relação entre a institucionalização do jornalismo moderno e as tendências gerais nos domínios econômicos, político, social e cultural, e suscita, portanto, o interesse dos profissionais bem como dos pesquisadores, professores e alunos de Jornalismo e Comunicação.
 

Foto: Livraria Cultura
Foto: Livraria Cultura

Haiti, Depois do Inferno – Memórias de um Repórter

 De Rodrigo Alvarez – 1ª Edição: 2010

 
No livro ‘Haiti, Depois do Inferno’, Rodrigo Alvarez traz o relato de quem acompanhou de perto o caos subsequentes ao terremoto. A movimentação frenética no aeroporto, com a chegada da ajuda militar e humanitária enviada por todo o mundo, os trabalhos de resgate de sobreviventes em meio aos escombros, o drama do desabastecimento de água e comida, os exemplos de solidariedade e mobilização popular, as dificuldades de fazer jornalismo num país com infraestrutura de comunicação arrasada é narrado neste livro. O autor contextualiza seus relatos fazendo breves incursões pela história do Haiti.
As dicas de leitura estão dadas e agora é só dar um pulinho na livraria ou clicar no banner da Livraria Cultura ao lado para dar uma analisada nos preços. Boa leitura! 😉
Anúncios

Sobre Naldo
Jornalista e escritor.

2 Responses to 10 livros “de” e “sobre” jornalismo lançados em 2010 e 2011

  1. Cristiano Wildner says:

    Belo material.

    • Naldo says:

      Pois é, também achei. Obrigado pelo comentário e bom 2011!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: