10 vantagens de se aderir aos serviços do jornalismo freelance


Há muitas vantagens em aderir aos serviços prestados pelo, vamos dizer, “setor” de jornalismo freelance. Um desses benefícios é a possibilidade de negociação de uma determinada tarefa. Nesse sentido, existe uma incrível liberdade para a troca de ideias, para a realização de trabalhos que quebram as regras dos manuais, para fazer coisas impossíveis de serem feitas em redações comuns.

A maior polêmica no jornalismo freelance é que a prática traz muitas vantagens para quem contrata e nem tantas para o contratado. Foto: Fotocromo

A maior polêmica no jornalismo freelance é que a prática traz muitas vantagens para quem contrata e nem tantas para o contratado. Foto: Fotocromo

Essa possibilidade de negociação pode trazer benefícios principalmente para o contratante. Mais adiante falaremos disso. Por enquanto, vamos dar uma espiada nos tipos de serviços concedidos pelo jornalismo freelance. Veja, a seguir, uma lista de tarefas que um jornalista freelance pode realizar por você ou pela sua empresa:

  • Cobertura em evento;
  • Produção de release e clipping;
  • Sugestão de pauta e produção de notícia;
  • Produção de reportagem curta e grande reportagem;
  • Produção de livro (“Escritor Fantasma” ou “Ghost Writer”);
  • Produção de apostila;
  • Produção de resenha;
  • Diagramação de revista;
  • Diagramação de livro;
  • Saída fotográfica;
  • Decupagem ou transcrição de arquivo de áudio e vídeo;
  • Boletim informativo;
  • Produção de revista segmentada;
  • Projeto editorial;
  • Produção de jornal segmentado;
  • Texto para publicação na internet;
  • Diagramação de folder, folheto e panfleto;
  • Produção de blog;
  • Aplicação de curso de diagramação;
  • Aplicação de curso de produção de livro;
  • Aplicação de curso de jornalismo na internet;
  • Aplicação de qualquer curso relacionado à área de jornalismo.

Esta pequena relação dá uma dimensão do tamanho da área de atuação de um jornalista freelance. Contudo, para quem ele trabalha? Quem são seus clientes? Vejamos:

  • Qualquer tipo de editora;
  • Agência de notícia;
  • Assessoria de imprensa;
  • Assessoria de comunicação;
  • Associação;
  • Qualquer gênero de jornal ou de revista;
  • Estação de rádio;
  • Canal de TV;
  • Universidade;
  • Faculdade;
  • Livraria;
  • Empresa de marketing digital;
  • Gráfica;
  • Igreja;
  • Agência de turismo;
  • Gente comum que necessite de consultoria na produção de um livro;
  • Organização Não Governamental;
  • Empresa de pequeno ou grande porte que tenha interesse em comunicação interna e externa.

Podemos perceber que, tanto os tipos de serviços como os campos de atuação são bem vastos. Um jornalista freelance domina todas essas áreas, mas especializa-se em algumas poucas como, por exemplo, em religião ou em esportes.

Vantagens de contratar os serviços do jornalismo freelance

Finalmente, chegamos à proposta desse post que, é mostrar os benefícios de se contratar os serviços do jornalismo freelance. Leia:

  1. Recursos: é mais barato trabalhar com um jornalista freelance do que com um contratado já que, o segundo, ocupa espaço no seu escritório, utiliza seus computadores, energia elétrica, água, telefone e internet, dentre outros recursos;
  2. Especialização: quem trabalha com jornalismo freelance, geralmente, se especializa num ou dois nichos e isso pode ser bom para o contratante que, por sua vez, terá um especialista no assunto que preferir;
  3. Prazos, pagamentos e horas-extras: um jornalista freelance é orientado por tarefas. Isto é, ele tem um determinado tempo para concluir o serviço. Esse fato exclui o pagamento de horas extras;
  4. Só quando você quiser: um jornalista contratado deve ser pago todo mês, independentemente de haver muito ou pouco trabalho. Já o jornalista freelance só é pago depois de realizar uma determinada tarefa;
  5. Quer pagar quanto: você decide o valor máximo que quer pagar por uma determinada tarefa a ser realizada por uma jornalista freelance. No caso de jornalistas contratados, você pagará sempre o mesmo valor, quer a quantidade de serviço seja muita ou pouca, durante o espaço de um mês;
  6. Em qualquer lugar do mundo: Esteja você em qualquer lugar do mundo, poderá contratar os serviços disponibilizados pelo jornalismo freelance. Basta ligar ou enviar e-mail com uma solicitação de serviço para análise e orçamento;
  7. Foco nos prazos: um jornalista freelance dá enorme valor aos prazos, posto que ele próprio é um empreendedor e compreende bem a importância do cumprimento da tarefas na medida exata de tempo;
  8. Você contrata quem quiser: dependendo do tipo de tarefa, você poderá escolher qual o jornalista freelance que mais tem afinidade com ela e contratá-lo;
  9. Um ou vários: dependendo do tamanho do evento ou do trabalho que precisa realizar, você poderá contratar um ou vários jornalistas freelas. Isso fica a seu critério e você precisará levar em conta os recursos que têm para gastar e a quantidade de trabalho;
  10. Custo: ao contratar um jornalista freelance você não precisará pagar férias, convênio médico e transporte, dentre outros benefícios.

Aí estão, 10 bons motivos para você pedir socorro a um jornalista freelance. Em geral, os freelas saem mais em conta porque são orientados por tarefas e quase sempre, só utilizam os próprios recursos.

Anúncios

Sobre Naldo
Jornalista e escritor.

4 Responses to 10 vantagens de se aderir aos serviços do jornalismo freelance

  1. fatinha says:

    gostei da materia mais nao encontrei o q eu queria.bjs

    • fatinha says:

      ele e muito talentoso e um gato .BJS

      • Naldo says:

        Se os elogios foram para mim, muito obrigado… ehehehe… 😉

    • Naldo says:

      Oi, Fatinha! Muito obrigado por acessar esse blog.

      Aproveito para dizer que ainda sou um estudante de jornalismo que faz alguns freelas, mas ainda não estou completamente familiarizado com o setor.

      Contudo, você poderá encontrar bons textos sobre jornalismo freelance na internet. Tente alguma coisa no blog Novo em Folha, por exemplo.

      Procure pelo texto “Algumas dicas para freelas”, escrito por Juliana Cunha no blog Mateipormenos.apostos.com. Esse texto é ótimo. O melhor que achei, até agora.

      Grande abraço e boa sorte!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: