Garoto transforma blog numa empresa


 
Thiago Mobilon é dono do blog-empresa: www.tecnoblog.com.br

Thiago Mobilon é dono do blog-empresa: http://www.tecnoblog.com.br

Jornalismo Freelance apresenta uma entrevista com Thiago Mobilon, 23, um garoto do interior de São Paulo  que transformou um blog numa empresa.

Mobilon é dono do Tecnoblog – Diário Tecnológico, um blog que tem – segundo definição própria – o “objetivo de agregar as experiências tecnológicas vividas por seu dono”.

Mobilon já escreveu para a Nokia e Intel e, atualmente, vive apenas da renda de seu blog.

E ele dá as dicas para aqueles que querem transformar seus blogs em empresas de comunicação. E essas dicas também servem para aqueles que querem se tornar jornalistas freelancers:

Levando ele a sério como uma empresa de comunicação. Você não faz uma loja de sapatos engrenar se não cuidar dela como deve. Você precisa de funcionários contratados, um contador, um advogado, precisa divulgar ela nos impressos da região, fazer promoções, etc.

Naldo Gomes: Você vive apenas da renda de blogs ou tem outras fontes?

Thiago Mobilon: Atualmente o Tecnoblog é a minha principal fonte de renda, meu emprego fixo. Além dele, estou sempre sendo convidado para ações de marketing de marcas de tecnologia. Já participei de alguns blogs corporativos também, como os da Nokia e Intel, e faço reviews de produtos para o programa “Olhar Digital” que é exibido todos os domingos na Rede TV.

NG: Como é a sua rotina?

TM: Vou parecer entediante se eu disser que a minha vida gira em torno do meu trabalho? Transformar o seu hobby em uma empresa é uma coisa maravilhosa e poucas pessoas passam por isso na vida. Felizmente eu sou uma delas. Consigo ganhar dinheiro comandando meu próprio veículo de comunicação que, é especializado em um dos poucos bens materiais que me chamam muita atenção: Gadgets.

Vídeo game eu jogo pouco. Tenho um Playstation 2 que está abandonado, desde que zerei Resident Evil 4 por cinco vezes seguidas. Aliás, este é um dos melhores games de tiro que já joguei. Antes disso me diverti bastante com Winning Eleven e Black, mas depois que você zera todos os seus títulos prediletos, eles perdem a graça.

Eu sempre tive um perfil mais responsável e ponderado, talvez por isso nunca tenha ligado muito para jogos. Já gastei um bom tempo jogando no iPhone, mas esses jogos são mais casuais, servem bem para a fila do banco ou para quando você está isolado em algum lugar e sem mais nada para fazer.

Quando o assunto é tirar a fuça da frente do computador, o que mais gosto de fazer é ficar junto dos meus amigos. Não sou um cara que gosta de lugares badalados, festas e aglomerados de pessoas. Ao invés disso, prefiro juntar todo mundo na casa de alguém para fazer um churrasco ou pizza e tomar uma cervejinha.

Atualmente, estou morando em São Paulo com dois editores do Tecnoblog. Antes a gente tocava o blog remotamente, aí decidimos dar este passo e ir morar na capital, onde tudo acontece. Mas este é só o primeiro passo para o nosso outro objetivo, que é abrir uma redação. Na velocidade em que as coisas estão indo, acho que conseguimos começar a montá-la no final do ano ou começo do ano que vem.

Minha cidade natal é Americana. Fica no interior de São Paulo, perto de Campinas.

NG: Conte como você conseguiu fazer do Tecnoblog um blog de sucesso.

TM: Levando ele a sério como uma empresa de comunicação. Você não faz uma loja de sapatos engrenar se não cuidar dela como deve. Você precisa de funcionários contratados, um contador, um advogado, precisa divulgar ela nos impressos da região, fazer promoções, etc.

Com o Tecnoblog não foi diferente, resolvi fazer com ele o que nenhum outro blogueiro brasileiro tinha feito ainda: Tratei ele como empresa, levei o negócio a sério e estabeleci um padrão de qualidade.

NG: Você tem outros blogs de sucesso? Fale sobre eles.

TM: Tenho um outro blog que é quase tão velho quanto o Tecnoblog. Apesar de não atualizá-lo há quase um ano, ele possui uma audiência excelente e gera um bom retorno financeiro todos os meses. Mas para mim ele serve mais como um laboratório de experiências, e o dinheiro que ele rende eu dou todo para os meus pais.

NG: Você acha que um jornalista leva vantagem – em termos de maior visibilidade na internet – em relação aos demais? Ou para você a internet é um meio igualitário e todos tem as mesmas chances? Ou seja, na internet, o sol nasce pra todos?

TM: Para todos não. A internet dá ferramentas e cria oportunidades para todos, mas assim como na vida real, só se destacam os mais dedicados e esforçados. Qualquer profissional tem muito a ganhar se desenvolver um bom trabalho na web, mas se ele não fizer o serviço direito, corre o risco até de prejudicar a sua imagem profissional e a sua marca.

NG: Fale sobre as técnicas de marketing digital mais utilizadas hoje em dia. Comente softwares, sites de divulgação, coisas como o Google Analytics e o Adwords, WordPress, ferramentas para análise de palavras chave e coisas do tipo.

TM: Esta pergunta seria melhor respondida por um publicitário especializado em mídias digitais e sociais. No Tecnoblog procuramos utilizar redes sociais como Twitter, Orkut e Facebook ao nosso favor.

Também já lançamos algumas campanhas de links patrocinados com o Google Adwords e temos planos de lançar mais algumas em longo prazo. O Google Analytics é essencial para o crescimento do site. É com ele que conseguimos analisar o comportamento de nossos leitores e pensar em estratégias para melhorar a experiência deles com o site.

Também é a partir dele que monitoramos a audiência do Tecnoblog, o que nos permite comercializar espaços publicitários para empresas interessadas.

NG: O Tecnoblog tem uma audiência formidável. Possui mais de 6.000 leitores e quando o acessei em 9/4/2010, havia 574 leitores online. De onde vieram esses leitores todos? A maioria deles veio de buscas realizadas no Google? Todo o marketing para o blog foi realizado na internet ou houve algum tipo de marketing fora dela?

TM: Não existe uma fórmula mágica de divulgação que faça o site crescer da noite para o dia. Isso exige um trabalho diário que é executado tanto fora quanto dentro do site. Por exemplo, não adianta nada ter vários visitantes se eles não se engajam com a missão do site e não se empolgam com isso.

Uma boa parte dos visitantes vem dos sistemas de busca, mas hoje, outra grande parte vem também do Twitter, o que é bem legal. Já investi em marketing off-line também, patrocinando alguns eventos relacionados.

Mas nenhum desses patrocínios me trouxe tanto retorno quanto participar desses eventos. Fui recompensado não apenas como Tecnoblog, mas também como Mobilon, já que fiz diversas amizades, algumas que duram há mais de dois anos.

Leia posts relacionados:
– “Como transformar um blog em uma empresa de comunicação“;
– “O novo jornalismo e o jornalismo freelance“;
– “O jornalismo freelance e a possibilidade dos blogs“;
– “Filósofo novaiorquino reflete sobre publicações na internet“;
– “Eles transformam blogs em empresas – Probloggers vivem apenas da renda e da influência de seus websites.

Anúncios

Sobre Naldo
Jornalista e escritor.

5 Responses to Garoto transforma blog numa empresa

  1. Pingback: Filósofo reflete sobre publicações na internet « Jornalismo Freelance

  2. Pingback: Eles transformam blogs em empresas de comunicação « Jornalismo Freelance

  3. Pingback: O novo jornalismo e o jornalismo freelance « Jornalismo Freelance

  4. Pingback: O jornalismo freelance e as possibilidades dos blogs « Jornalismo Freelance

  5. Pingback: Como transformar um blog em uma empresa de comunicação « Jornalismo Freelance

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: